quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Sobre "ser jornalista"


É claro que não posso ter know-how para falar sobre o assunto, afinal, ainda estou na faculdade. Terminando, graças a Deus, mas ainda uma acadêmica. Em breve, uma "foca". Ao mesmo tempo em que não vejo a hora de ser uma "foca" prefiro nem pensar no apelido que terei, senão desanimo. Mas, voltando ao assunto...
Apesar de estudante, conseguimos enxergar o futuro profissional, tanto nosso, como de colegas. A vida é cruel, o mercado de trabalho também, mas como já diz um comercial: "A vida é dura só para quem é mole"! Estar em uma faculdade não é sinônimo de moleza. Alguns pensam e agem como se fosse, mas essa é a fase que mais temos que "dar duro" para que no futuro possamos ficar mais "moles". Parece engraçado, mas é verdade! Aprender enquanto é o tempo é o melhor a fazer. Se somos jovens, melhor ainda, se não somos, que aproveitemos a oportunidade de estudar.
Tanta gente querendo estudar e muitas que podem fazê-lo acabam por desprezar, como se não fosse mais que a obrigação. Escolhem o curso de qualquer jeito, ou passam por ele dessa maneira. Não vêem que se esforçar agora é facilitar o futuro. A energia que temos hoje, se reduz a metade daqui há dez anos, e não pretendo estar com o mesmo nível de conhecimento nesse ponto da minha vida. Quero estar como se, realmente, vivi 10 anos aprendendo a cada dia. Sair da faculdade é o marco zero da profissão. Procuro sair do marco zero, alguns preferem negativar esse marco, saindo do curso com o mesmo conhecimento do qual entraram, e dependendo do que fizeram durante os quatro anos, até com alguns neurônios a menos.

Um comentário:

Jorge Felz disse...

Clarissa,
Valeu. Agora vamos mante-lo sempre atualizado, com posts regulares.